segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Apesar da grande união da PMPB, alguns oficiais se posicionam contra a greve ...

Oficiais de diversas patentes encabeçam o documento reivindicatório.

Veja na íntegra a carta enviada por um grupo de oficiais que se posicionaram contra a deflagração de uma greve. 

"Exmo Sr Comandante Geral da Polícia Militar

Os oficiais da Polícia Militar de Pernambuco, abaixo assinados, tendo tomado conhecimento pela imprensa da articulação de movimento reivindicatório, no curso do qual chega-se até a mencionar a possibilidade de greve, dirigem-se a V. Excia. para fazer algumas ponderações, que julgam necessárias e urgentes.

Esclarecem, de antemão, que o posicionamento fixado no presente documento não tem outro propósito que não seja o de contribuir para a consolidação de um clima de paz e entendimento entre os que fazem a família policial militar pernambucana, necessário ao contínuo aperfeiçoamento da nossa atuação e ao cumprimento de nossa missão, que é dar aos pernambucanos a segurança para viver, trabalhar e progredir.

São os seguintes os pontos ressaltados:

1. A remuneração que percebemos como oficiais e praças da Polícia Militar Pernambuco é inferior ao que qualquer pessoa de bom senso consideraria ideal. Esta realidade não é nova; na verdade, foi sendo constituída ao longo dos anos, sem que se possa atribuir responsabilidade direta a quem quer seja por isso.

2. É forçoso reconhecer, por outro lado, ser evidente o esforço que vem sendo realizado pelo atual Governo do Estado para enfrentar este e outros problemas vividos pela família policial militar no seu dia a dia. No que diz respeito propriamente à remuneração, é de justiça reconhecer que importantes avanços foram consolidados nos últimos quatro anos. E que o atual governador tem reiteradamente assegurado tratamento prioritário ao pessoal da Polícia Militar, como fez no seu primeiro mandato, diferentemente do que ocorria até 2006.

3. Mas não foi somente no que diz respeito aos salários da corporação que houve melhorias. As condições de trabalho também foram sensivelmente modificadas para melhor, realidade que se evidencia na disponibilização de milhares de viaturas, armamento, contratação de mais de 7 mil pessoas e na realização da maior quantidade de promoções da história são algumas das ações que devem ser reconhecidas e louvadas.

4. Igualmente relevante é o esforço para dar forma a uma política de segurança pública, chamada Pacto pela Vida, que vem apresentando resultados muito satisfatórios e, por isso, vem atraindo atenção e reconhecimento para todos os profissionais da área de segurança do estado, notadamente para a Polícia Militar.

Diante do exposto acima, e considerando ainda a condição especial em que, como policiais militares, nos encontramos, julgamos da maior importância alertar para as implicações indesejáveis de um movimento em muitos aspectos equivocado.

Equivocado por já começar falando em greve, recurso extremo e, de fato, indesejável, por comprometer pilares fundamentais da organização policial militar, a começar pelo princípio da hierarquia.

Equivocado por ignorar, inclusive, alguns dispositivos legais, como o que estabelece o mês de junho como a data-base para reajuste salarial dos servidores públicos pernambucanos.

Equivocado por colocar a instituição Policia Militar em confronto com as aspirações da sociedade que, de fato, requisita a proteção de uma polícia bem preparada e bem remunerada, mas condena todo tipo de movimento que, a pretexto de garantir melhorias para uns, coloca em risco a segurança de nossas próprias famílias e de todos os pernambucanos.

Equivocado porque não considera os avanços alcançados, os compromissos assumidos e honrados pelo atual governo e se lança às ruas de forma anárquica, sem sequer dar chance de que sejam alcançadas melhorias em ambiente de entendimento e de concórdia

Recorde-se, ainda, que o mencionado movimento tem como propositores membros da corporação que dizem representar associações de pessoal da tropa, notadamente oficiais, sem que se tenha clareza de quantos de nós efetivamente se sentem representados por tais associações, bem como de onde emana a legitimidade que tais dirigentes afirmam possuir.

Os signatários do presente documento declaram, ainda, que se manifestam não apenas em nome pessoal, mas também em nome de milhares de outros colegas de corporação, de todos os níveis hierárquicos, que consideram precipitado, temerário e injustificado um movimento que se baseia mais na lógica da política partidária do que nos interesses maiores da corporação policial militar e do povo pernambucano.

Recife, 23 de fevereiro de 2011

Coronel Romero Ribeiro

Diário de Pernambuco

FONTE: http://www.paraibaemqap.com.br/noticia_destaque.php?id=6559

PROFISSIONAIS DECIDEM: A PARTIR DE HOJE É GREVE GERAL NA SEGURANÇA PÚBLICA DA PARAÍBA...

Policiais civis, militares, bombeiros e agentes penitenciários acabaram de deflagrar greve em seus respectivos setores, a partir de hoje. A decisão foi durante assembléia geral unificada das categorias, em João Pessoa.


Pelo menos 10 entidades representativas, entre sindicatos e associações, participaram da reunião e concordaram cruzar os braços até que o governo do estado apresente uma proposta exata, expondo valores e prazos, acerca do reajuste salarial dessas categorias.

Greve dos policiais: Ricardo revela que já pediu tropas federais a Dilma


O governador do Estado, Ricardo Coutinho (PSB), disse em entrevista ao repórter Écliton Monteiro, da 98 FM (Rede Correio Sat) na manhã desta segunda-feia (28) que já pediu à presidente Dilma Rousseff a liberação de tropas federais para dar segurança à população durante o carnaval, caso os policiais da Paraíba decidam deflagrar greve na assembléia que realizam na tarde de hoje.

"Não vou esperar 1 hora sequer para agir", disse Ricardo reafirmando a importância da população ter garantida a segurança durante os festejos de carnaval.

O secretário Executivo da Casa Civil, Lúcio Flávio Vasconcelos, disse que se a greve se concretizar, o governo tomará todas as medidas legais para que a segurança seja garantida.

"Nós agiremos dentro da legalidade e tomaremos as providências legais para que a população possa ter segurança", disse.

Lúcio Flávio informou que num prazo de 30 dias estará apresentando um plano de recuperação salarial e de melhoria da infra-estrutura da segurança pública do Estado.

Ele disse que o plano está sendo feito pela comissão criada na reunião ocorrida na última quinta-feira (24) em que , mesmo sem a aceitação por parte dos líderes do movimento, estuda medidas que tragam melhorias para o setor.

O secretário disse que no momento ainda não pode falar em aumento, porque o Governo ainda não conseguiu a meta de reduzir gastos com a folha de pagamento que é de chegar aos cerca de 47 por cento, o que possivelmente acontecerá em setembro.

"Recebemos o Estado com um patamar de 57 por cento de gastos com a Folha, já reduzimos para 53 por cento, e iremos trabalhar para chegar aos 47 por cento, quando então teremos realmente condições de dar aumento à categoria", explicou.

Major Fábio


Cerca de 4 mil policiais ocuparam a Praça dos Três Poderes, em frente ao Palácio da Redenção, na tarde de hoje, onde decidiram em assembléia que entrarão em greve esta semana.

O Major Fábio, representa os policiais militares e civis do Estado que lutam pelo cumprimento de uma Lei cujo efeitos foram suspensos pela Justiça e que reajustava os salários dos policiais da PB com base nos reajustes dados pelo governo de Sergipe.

Major Fábio disse que a greve foi deflagrada porque, segundo ele, os policiais não foram tratados com respeito.

"Os policiais estão passando por necessidade porque não podem mais complementar a renda com trabalhos extras devido ao aumento da jornada de trabalho e perdas como a bolsa formação. Os policiais estão sem condições de trabalho", reclamou.

Fonte: Portal do Correio
Fonte: ParaíbaemQAP
Postado pelo CABO HERONIDES

FONTE: http://assprapmrn.blogspot.com/2011/02/profissionais-decidem-partir-de-hoje-e.html

Calor forte no Rio faz Bope anunciar mudanças no uniforme de policiais

Neste verão, o Rio tem sido a capital mais quente do país. O repórter André Luiz Azevedo foi às ruas com um termômetro medir a temperatura.


Um dos uniformes mais famosos do Brasil deve mudar de cor. É o calor que massacra nos últimos dias quem é obrigado a trabalhar debaixo de sol forte no Rio de Janeiro.


O calor infernal do Rio nos últimos dias faz todo mundo suar e se lamentar. A cidade vem batendo recordes neste verão e tem sido a capital mais quente do país. Mas é claro que o calor não é igual para todo mundo.

Quem trabalha com gelo no Rio nesta época do ano está duplamente feliz, porque está vendendo como nunca. Depois está num ambiente refrigerado. A temperatura fica cerca de 21°C. “Estou sempre no fresquinho”, disse um funcionário.

Quem tem de trabalhar debaixo do sol forte no meio da rua sofre mais mesmo. “A temperatura deve ser de 40°C”, comenta um operário.

A turma dos garis também reclama. “A gente trabalha de luva, mas a luva esquenta também. Não adianta: tudo esquenta”, comenta um deles.

Mas e quem tem ainda que andar de preto da cabeça aos pés e subir morro? A tropa de elite do Batalhão de Operações Especiais (Bope) usa uma farda escura há 18 anos, mas a temperatura chega aos 46°C dentro do uniforme do policial.

O subcomandante do Bope, tenente-coronel Fábio Souza, acaba de fazer um trabalho avaliando o uniforme do Bope, o tradicional preto.

“A Polícia Militar decidiu que vai haver uma complementação deste uniforme: uniforme com cores mais claras, que vai melhorar o desempenho operacional do policial militar do Bope”, declarou o subcomandante.

FONTE: http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2011/02/calor-forte-no-rio-faz-bope-anunciar-mudancas-no-uniforme-de-policiais.html

PM de São Paulo se chamará “Força Pública"


Isso mesmo que você leu: a Polícia Militar do Estado de São Paulo, a PMESP, está prestes a deixar de se chamar “Polícia Militar”, voltando a se chamar “Força Pública” do Estado de São Paulo. A iniciativa foi do Comandante Geral da PMESP, o Coronel Alvaro Batista Camilo, que teve o apoio do Secretário da Segurança Pública e do Governador do Estado.


A argumentação do Coronel Camilo para a mudança é forte, e chega a agradar gregos e troianos: o progressista que almeja posturas voltadas para a efetivação de uma polícia mais cidadã, e o tradicionalista, que busca remontar as estruturas que “deram certo” no passado. Vejam os dois principais argumentos do Comandante:

Argumento 1: A PMESP já foi Força Pública!


“Não sei se você sabia, mas a denominação “Força Pública”, que já foi utilizada por nossa Instituição, é fruto dos princípios e ideais que inspiraram a Revolução Francesa de 1789 e materializada na Declaração Universal dos Direitos do Homem e do Cidadão, que assim proclamou:

Art. 12º. A garantia dos direitos do homem e do cidadão necessita de uma “força pública”. Esta força é, pois, instituída para fruição por todos, e não para utilidade particular daqueles a quem é confiada. (grifei)

Art. 13º. Para a manutenção da “força pública” e para as despesas de administração é indispensável uma contribuição comum que deve ser dividida entre os cidadãos de acordo com suas possibilidades. (grifei)
Daí a razão pela qual, no início da República (1891), a força militar estadual receber, pela primeira vez, o nome de “Força Pública”.

Em sua longa história de serviços prestados aos cidadãos, ao Estado e ao Brasil, a força policial estadual já ostentou por quase 80 (oitenta) anos a denominação “Força Pública” — de 14/11/1891 a 27/6/1901, de 28/11/1905 a 21/12/1939 e de 09/07/1947 a 08/04/1970.

Vê-se, assim, que a denominação “Força Pública” somente foi alterada em momentos de crise institucional e instabilidade democrática do País, cujo último ato resultou da unificação da Força Pública com a Guarda Civil, nos idos de 1970.

Argumento 2: A Força Pública elimina o estigma PM

“Agora, decorridos quase quarenta anos do uso da atual denominação, a qual, indubitavelmente, acarreta à Instituição enormes dificuldades junto à sociedade para compreensão de sua missão, oportuniza-se a possibilidade de resgatar a denominação “Força Pública”, como a instituição policial militar da grandeza de São Paulo, cujo compromisso é a “defesa da vida, da integridade física e da dignidade de pessoa humana”.

Resultado do contínuo aperfeiçoamento da nossa Instituição em busca da excelência, a mudança do nome vem consolidar mais um passo em nosso processo de gestão, de respeito aos direitos humanos e de polícia comunitária”

Vejo com bons olhos a iniciativa do Comandante da PMESP, que sozinha é insuficiente na construção duma polícia mais comunitária, cidadã e humanitária. A solidificação desses princípios passam pela educação e formação dos policiais, tangenciando o âmbito do recrutamento e o correcional. Mas junto com a designação “Polícia Militar”, a instituição perde a pecha autoritária e truculenta, a aparência com as Forças Armadas – não enquanto instituição, mas enquanto ideologia de guerra – e o hermetismo que o termo “militar” traz em si.

A Proposta de Emenda à Constituição Estadual já foi enviada à Assembléia Legislativa, e aparentemente será aprovada. A não ser o lobby daqueles que têm fetiche pelos “bons tempos” em que viveu seja mais forte. Espero que não.

FONTE: http://abordagempolicial.com/2010/02/pm-de-sao-paulo-se-chamara-forca-publica/

Homem que atropelou ciclistas depõe em delegacia

Homem que atropelou ciclistas no RS disse que acelerou o carro por medo de ser linchado

Motorista atingiu ao menos 20 pessoas durante manifestação contra o uso de carro

O motorista que atropelou ao menos 20 ciclistas disse, na tarde desta segunda-feira (28), que acelerou o carro e causou o acidente porque se sentiu ameaçado pelos ciclistas que faziam a passeata na sexta-feira (25), em Porto Alegre (RS). O bancário Ricardo Neis se apresentou à polícia, no início da tarde, e conversou rapidamente com os jornalistas.


Segundo o suspeito e o advogado dele, Neis era o primeiro da fila de veículos que queriam passar pelo local onde acontecia a manifestação. O carro do suspeito atingiu a roda da bicicleta de um dos ciclistas e, partir daí, começou a confusão.

Um manifestante quebrou um dos vidros do veículo de Neis . Ele relata que ficou com medo de ser linchado pelo grupo de ciclistas e temeu pela vida do filho de 15 anos, que estava no banco do passageiro. O bancário disse que viu então uma brecha entre os manifestantes e decidiu acelerar o carro.

Antes de prestar depoimento, Luís Fernando Coimbra Albino relatou que o cliente dele estava apreensivo, mas responderia a todas as perguntas da polícia. O delegado Gilberto Almeida não quis comentar detalhes do caso e afirmou que só falará sobre o acidente após a conclusão do inquérito policial.

- O enquadramento penal ainda dependerá de uma reunião de provas e dos depoimentos de outras testemunhas.

Ainda de acordo com a defesa do motorista, Neis ficou chocado com as imagens do atropelamento e disse que ficou arrependido por ter avançado com o carro em direção aos manifestantes. O defensor não soube dizer se o filho de seu cliente prestará depoimento sobre o caso. O suspeito ainda não foi indiciado e deve apenas ficar à disposição da polícia.

Assista ao vídeo:

FONTE: http://noticias.r7.com/cidades/noticias/homem-que-atropelou-ciclistas-no-rs-disse-que-acelerou-carro-por-medo-de-ser-linchado-20110228.html

Cadeias superlotadas: por que a situação é a mesma?

28 de Fevereiro
Especialistas que estudam o sistema prisional dizem que faltam defensores públicos para os detentos


Por que as imagens de cadeias superlotadas não mudam? São sempre dezenas de presos ocupando um espaço onde só caberiam algumas poucas pessoas. O que falta para o poder público resolver esta situação?


De acordo com os especialistas que estudam o sistema prisional, faltam defensores públicos para os detentos mais pobres no Brasil. Muitos já deveriam ter saído da prisão e continuam lá, porque não tem como pagar um advogado e há poucos defensores.

Além do material humano, falta estrutura para analisar os processos dos detentos, que se acumulam nas cadeias e penitenciárias. São cerca de 500 mil presos em todo o Brasil, mais de 40% em regime de prisão provisória e é aí o principal Isso ajuda a provocar uma superlotação nos presídios. Onde caberia um, estão pelo menos quatro presos.

A imagem que temos é que O Estado não dá à defesa a mesma condição que dá à acusação, configurando uma cena de desequilíbrio.

Segundo o Ministério da Justiça, no Brasil ainda faltam mais de 190 mil vagas carcerárias.

FONTE: http://www.cnews.com.br/?p=61289

Efeito Paraíba? - Governo de Pernambuco convoca entidades para reunião

28 de Fevereiro
Finalmente. O Governo do Estado acaba de convocar as lideranças das entidades representativas de policiais e bombeiros militares para uma reunião a ser realizada ainda hoje (segunda-feira, 28/02).


Estarão presentes secretários e autoridades do Núcleo de Gestão do Governo para discutir sobre proposta salarial.

O evento acontece a partir das 19h e será na Agência de Tecnologia e Informação (ATI), localizada na Antiga Estação de Trem, ao lado da Casa da Cultura.

ACS/PE

FONTE: http://www.paraibaemqap.com.br/noticia_destaque.php?id=6598

Profissionais decidem: A partir de hoje é greve geral na segurança pública da Paraíba

28 de Fevereiro
Policiais civis, militares, bombeiros e agentes penitenciários acabaram de deflagrar greve em seus respectivos setores, a partir de hoje. A decisão foi durante assembléia geral unificada das categorias, em João Pessoa.


Pelo menos 10 entidades representativas, entre sindicatos e associações, participaram da reunião e concordaram cruzar os braços até que o governo do estado apresente uma proposta exata, expondo valores e prazos, acerca do reajuste salarial dessas categorias.

Traremos mais informações em instantes.

FONTE: http://www.paraibaemqap.com.br/noticia_destaque.php?id=6595

“A Paraíba pode deflagrar uma das maiores greves do país”, adverte Sérgio Rafael

28 de Fevereiro
Militar lembra que o estado de Sergipe arrecada menos do que a Paraíba, mas já paga um salário justo aos policiais.


Raríssimos são os casos em que os quatro pilares da segurança pública estadual – Polícia Militar, Polícia

Civil, Corpo de Bombeiros e Sistema Penitenciário – entram em greve simultaneamente. Sem dúvidas, o caos total.

Foi por isso que durante o debate promovido pela rádio Campina FM, nesse sábado (26), o cabo/PM Sérgio Rafael advertiu as autoridades competentes que procurem atender as reivindicações das categorias, sob pena de mergulhar este estado numa onde de violência jamais vista.

E se o problema é ‘ilegalidade’ da lei que concede o reajuste, outra proposta poderia ser criada e aprovada dentro dos trâmites legais, conforme opinou o militar.

- Vamos criar um subsidio, já que dizem que essa lei [PEC 300] não vale. A Paraíba pode deflagrar uma das maiores greves deste país – alertou Rafael.

Ele lembrou ainda que o estado de Sergipe arrecada menos do que a Paraíba, mas já concedeu um reajuste salarial compatível com a função policial.

FONTE: http://www.paraibaemqap.com.br/noticia_destaque.php?id=6587

Polícia mata dez supostos assaltantes na Bahia

28 de Fevereiro
Dez pessoas suspeitas de fazer parte de uma quadrilha responsável por assaltos em bancos e lojas na Bahia morreram na tarde de sábado (26) durante um confronto com policiais militares do COE (Comando de Operações Especiais), em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador (BA).


De acordo com a Polícia Militar da Bahia, o grupo era formado por nove homens e uma mulher. Eles moravam há um mês em uma casa alugada no mesmo bairro onde ocorriam os assaltos. Na tarde de ontem, a casa foi cercada por policiais e houve troca de tiros. Dois policiais ficaram feridos.

No local do tiroteio, foram encontradas duas metralhadoras, duas pistolas e um fuzil. Os corpos dos mortos foram levados ontem para o necrotério do Hospital Menandro de Farias.

De acordo com o IML (Instituto Médico Legal), sete dos dez corpos foram identificados na tarde deste domingo. São eles: Renildo de Jesus Santos, 29, Sirval de Assis Paulo, 36, Edilon da Silva Santos, 27, Rosimeire Cardoso da Silva, 43, Alan Almeida dos Santos, 28, Carlos Mendes da Silva, 38, e Giovani Ferreira Souza, 32.

Segundo o COE, o grupo também foi responsável pelo assalto à empresa de segurança Preserv, em 2009, no qual foram roubados cerca de R$ 16 milhões.

Folha Online

FONTE: http://www.paraibaemqap.com.br/noticia_destaque.php?id=6589

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Corregedora é exonerada após vídeo de ex-escrivã

25 de fevereiro de 2011
MARIA_INA corregedora-geral da Polícia Civil paulista, Maria Inês Trefiglio Valente, deixou o cargo nesta quinta-feira por determinação da Secretaria de Segurança Pública (SSP). O afastamento ocorre após a divulgação de um vídeo que mostra uma ex-escrivã despida à força por delegados da Corregedoria para realização de revista.

O episódio aconteceu em julho de 2009, no 25º Distrito Policial, em Parelheiros, na zona sul de São Paulo. A escrivã, suspeita de corrupção, pedia para ser revistada por mulheres, mas acabou despedida à força pelos delegados.

A escrivã teria cobrado R$ 200 de um suspeito para liberá-lo. Ao ser surpreendida, escondeu o dinheiro na calcinha. A revista foi filmada. Em 2010, ela foi demitida e responde a processo criminal. Ela nega o crime. O Ministério Público vai apurar se houve abuso.

Na segunda-feira, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) já havia informado o afastamento da Corregedoria da Polícia Civil dos delegados Eduardo Henrique de Carvalho Filho e Gustavo Henrique Gonçalves, que apareciam no vídeo. De acordo com a secretaria, o terceiro delegado da corregedoria que participa da cena, Renzo Santi Barbin, não integra mais os quadros da corregedoria.


Ainda foi determinado a instauração de Processo Administrativo Disciplinar para apurar a responsabilidade funcional de cada um deles, assim como do delegado Emílio Antonio Pascoal, que na época era titular da Divisão de Operações Policiais da Corregedoria.

Segundo a secretaria, foi expedido um ofício a Procuradoria da Justiça manifestando “perplexidade com o requerimento de arquivamento do inquérito policial instaurado por abuso de autoridade, pelo representante do Ministério Público oficiante, à época, junto ao juízo criminal da Vara Distrital de Parelheiros”.

Minitério Público

O Ministério Público Estadual de São Paulo (MP) instaurou um procedimento para apurar o caso da ex-escrivã. De acordo com o procedimento investigatório instaurado, sob a alegação de realizar revista e prisão da escrivã, por suposto crime de corrupção, o MP afirma que os agentes policiais “submeteram-na a forte humilhação e violência, utilizando-se de força bruta para algemá-la, despi-la e expor suas partes intimas na presença de quem estivesse na sala, muito embora a mesma jamais se recusasse a ser revistada ou mesmo despir-se, desde que na presença e por outras mulheres”.

FONTE: http://www.cnews.com.br/?p=60263

Corpo de policial que se suicidou em cela já está no IML

25/02/2011
Há 23 anos na Polícia Militar, cabo Fábio de Oliveira deixou uma filha de 14 anos e um filho de 21


Rabecão leva corpo de Pm para o IML
Está no Instituto Médico Legal (IML) o corpo do cabo Fábio de Oliveira, que foi encontrado morto nesta sexta-feira (25) na cela que ocupava sozinho no 1º Batalhão da Polícia Militar (1º BPM), no Bairro de Santa Efigênia, Região Leste de BH. Lotado no Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas (Rotam), ele era suspeito de participar da operação policial que, no último sábado (19), resultou na morte de dois moradores do Aglomerado da Serra - Jefferson Coelho da Silva, 17 anos, e Renilson Veriano da Silva, 39 -, e desencadeou uma série de protestos na comunidade.


Cunhado do Pm fala com o advogado
O chefe de comunicação da Polícia Militar (PM), tenente-coronel Alberto Luís Fábio, revelou que o cabo se enforcou dentro da cela com o cordão do short. Ele foi encontrado às 7h30, quando o café da manhã era servido. No 1º BPM, onde aconteceu a morte, estão o advogado do militar morto, Agnaldo Aquino, além do coronel Antônio de Carvalho Pereira, comandante do Comando de Policiamento Especializado (CPE) e um rabecão da Polícia Civil que irá levar o corpo para necropsia no Instituto Médico Legal. Representantes da Associação dos Praças e Soldados e do Centro Social dos Cabos e Soldados da PM também aguardam informações sobre o caso.
O advogado Agnaldo Aquino, pouco antes de entrar no batalhão, contou à imprensa que esteve com seu cliente na quinta-feira por volta de 18 horas e que ele estava tranquilo, mas se sentia angustiado, com medo de ser condenado. Fábio Oliveira e os outros policiais militares envolvidos nas mortes na Vila Marçola, no Aglomerado da Serra, foram presos na tarde de quarta-feira (23), depois de passarem por exames do IML.

Permanecem presos em outros batalhões os demais suspeitos: o soldado Jason Ferreira Paschoalino, no 36º Batalhão (Vespasiano), Jonas David Rosa, no 39º BPM (Contagem), e Adelmo de Paula Zucheratti, no 5º BPM (Gameleira, Região Oeste de BH).

Na quinta-feira, o laudo da necropsia realizado pela Polícia Civil apontou que Jefferson Coelho da Silva e Renilson Veriano da Silva foram atingidos por dois tiros no peito, disparados de uma arma de grosso calibre a curta distância.

Oliveira tinha 23 anos de polícia e deixa dois filhos jovens

Há 23 anos na Polícia Militar, o cabo Fábio de Oliveira, 45 anos, deixou uma filha de 14 anos e um filho de 21. O militar estava na Rotam desde 1990.

Em clima de revolta, o cunhado dele, Rogério Magno de Oliveira, falou com a imprensa e culpou o secretário de defesa social, Lafayette Andrada, pelo suicídio de Oliveira. "Ele é um ignorante, tratou os militares como bandidos. Errados ou não, eles estavam trabalhando. Fábio foi execrado pelo governo", afirmou.

Polícia Civil ouve 18 testemunhas do duplo homicídio

Três testemunhas foram ouvidas nesta sexta-feira (25) no Departamento de Investigações (D.I.). Elas se juntam às outras 15 pessoas, entre parentes, amigos e moradores do Aglomerado da Serra, que já foram interrogadas nos últimos dois dias. Outras três testemunhas ainda devem ser ouvidas hoje pela Polícia Civil.

O primo das vítimas, o DJ Marcelo Emiliano Júnior, 27 anos, falou com a imprensa antes de entrar no D.I. e revelou não guardar rancor. "Eu não falo pela família, mas particularmente eu perdoo os policiais. Mas o crime deve servir de exemplo para mudar a abordagem da Rotam, que já matou outras moradores do Aglomerado", afirmou.

VEJA O CASO:

Clique para ampliar

FONTE: http://www.hojeemdia.com.br/cmlink/hoje-em-dia/minas/pms-envolvidos-em-duplo-assassinato-em-bh-s-o-presos-1.244447

Fortaleza: número de homicídios cresce 114%

25 de fevereiro de 2011
Em 1998, eram 66,4 mortes por grupo de 100 mil


De acordo com o relatório divulgado ontem pelo Ministério da Justiça, o “Mapa da Violência 2011 – Os Jovens do Brasil” – feito pelo Instituto Sangari – Fortaleza está em sexta posição nas estatística de assassinatos do Nordeste, a nona maior do Brasil.


O estudo engloba o último ano do segundo governo de Tasso Jereissati (PSDB), três anos e quatro meses da terceira gestão do tucano, os oito meses da administração de Beni Veras (PSDB), toda a Era Lúcio Alcântara (PR) e os dois primeiros anos de Cid Gomes (PSB).

Em 1998, foram 162 casos. Onze anos depois, 403 mortes registradas. Os homicídios na faixa etária entre 15 e 24 anos cresceram, em média, 114% na capital cearense.

Em 1998, eram 38 óbitos em cada grupo de 100 mil jovens residentes em Fortaleza. Em 2008, o número saltou para 81,6. Aumento consonante com a tendência do Estado e da Região. No Ceará, os homicídios cresceram 102%. Antes, eram 22,5 assassinatos por grupo; em 2008, chegaram a 45,5.

No Nordeste, os homicídios de jovens cresceram 94% em 11 anos. Em 1998, eram 66,4 mortes por grupo de 100 mil. Em 2008, foram 128,9.

Com informações da Agência Brasil, Ministério da Justiça e OP

FONTE: http://www.cnews.com.br/?p=60214

Vídeo expõe agressão de policiais do Ronda

25 de fevereiro de 2011
Garotos envolvidos em uma briga de rua são separados a golpes de cassetete e socos dos policiais


Uma briga de rua, entre dois garotos, registrada em vídeo, é a mais recente denúncia de agressão e abuso de autoridade contra policiais do Programa Comunitário Ronda do Quarteirão. As imagens mostram moradores assistindo a cena à distância quando a polícia chega. Os policiais tentam separar os garotos a golpes de cassetete. A violência estava só começando.


Os meninos param a luta, mas os policiais do Ronda continuam com a agressão. Um deles chuta o rosto de um dos garotos.

Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), pelo menos 300 policiais do Ceará podem ser explusos da corporação. Todos respondem a processos por má conduta que vão desde abuso de autoridade a crimes mais graves como extorsão, sequestros, formação de quadrlha e homicídios.

O registro de cenas de violência envolvendo homens da policia do Ceará tem se tornado comum. O caso Bruce ganhou repercussão nacional. Em julho do ano passado, o adolescente Bruce Cristian, de 14 anos, foi morto por um policial do Ronda do Quarteirão em uma das avenidas mais movimentadas de Fortaleza, quando trafegava na garupa da moto do pai. O policial que atirou aguarda julgamento em liberdade.

As denúncias são investigadas por comissões formadas por oficiais da próprio Polícia Militar. Passam pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), que avalia se a ocorrência apurada se enquadra na legislação. O parecer final é dado pelo Governo do Estado. Um trâmite muitas vezes complexo, que nem sempre chega à punição dos policiais envolvidos.

Veja o vídeo:

Vídeo Ronda from TV Cidade Fortaleza on Vimeo.


FONTE: http://www.cnews.com.br/?p=60383

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Prefeita Luiziane Lins sai de licença nas vésperas do Carnaval

22 de fevereiro de 2011
799136_not_fotpeqPrefeita vai se licenciar; Acrísio Sena assume Capital

Expectativa é de que a prefeita passe o cargo na próxima quinta-feira e só retorne depois do período do Carnaval

O vereador Acrísio Sena (PT) assumirá a Prefeitura de Fortaleza. A prefeita Luizianne Lins (PT) disse nesta segunda-feira (21) que tirará licença de dez dias, para realizar uma bateria de exames médicos de rotina.


O ex-vice-prefeito, Tin Gomes (PHS), renunciou ao cargo em dezembro de 2010 para assumir vaga de deputado estadual na Assembleia Legislativa. Pela linha sucessória, após o vice, assume o presidente da Câmara, na ausência da prefeita.

“Se eu não tiver devidamente desligada das atividades institucionais, eu não paro um minuto de ficar o tempo todo tendo de dar respostas [...] preciso de uns dez dias mesmo para ficar afastada do cargo, poder desligar o celular tranquilamente e ter alguém de confiança que possa cuidar da cidade”, justificou Luizianne.

De acordo com assessores, a expectativa é de que a prefeita passe o cargo na próxima quinta-feira e só retorne depois do período do Carnaval.

FONTE: http://www.cnews.com.br/?p=58849

Fotos do trágico acidente envolvendo Policiais do Ronda do Quarteirão na BR 116

Lamentável o acidente que ocorreu na BR 116 "BR da morte" onde foi vitimado o Cb da Pmce Firmino Freitas da Silva, que teve morte instantânea, ja seu companheiro conhecido como Sd Vieira foi socorrido para um Hospital local e depois transferido para o IJF Centro. O Cb completaria nesta terça-feira 26 anos de serviço´`a corporação Policia Militar.

clique na foto para ampliar

clique na foto para ampliar


clique na foto para ampliar

FONTE: http://www.fmguarany.com.br/destaque.php?id=15178

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Ex-árbitro deixa UTI do Hospital das Clínicas

Oscar Roberto Godói segue internado em um quarto do hospital, em SP.

Ex-árbitro deixa UTI, mas sem previsão de alta (Reprodução/TV Globo)
ex -árbitro Godói
Ele foi baleado em uma tentativa de assalto na quarta-feira (16).
 
O ex-árbitro de futebol e jornalista Oscar Roberto Godói deixou, nesta segunda-feira (21), a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas, em São Paulo. O estado de saúde do paciente, que segue internado, é estável, mas exige cuidados. Ele ainda não tem previsão de alta, segundo a assessoria de imprensa do hospital.


Retrato falado foi elaborado com ajuda do árbitro

Nesta segunda-feira, o ex-árbitro ajudou a polícia a fazer um novo retrato falado do criminoso que tentou assaltá-lo na noite de quarta-feira (16), na Rua Diana, na região de Perdizes, na Zona Oeste da capital. Ele levou quatro tiros, sendo dois de raspão.

Retrato falado foi elaborado com ajuda do árbitro (Foto: Divulgação/SSP)
retrato falado de um dos suspeitos
O ex-árbitro foi atacado quando chegava para um jantar no apartamento de um amigo. Ele havia acabado de estacionar o carro, um Honda Civic preto, na Rua Diana. Em seguida, deixou o veículo e caminhava em direção à portaria do edifício, quando foi abordado pelo criminoso. Imagens gravadas pelas câmeras de segurança do prédio, que estão com a polícia, mostram o suspeito passar pela portaria antes de anunciar o assalto a Godói.

Segundo as cenas e o relato da testemunha, o criminoso chegou a conversar com a vítima. Em seguida, os dois entraram em luta corporal e o ex-juiz foi baleado. O criminoso fugiu.

FONTE: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2011/02/ex-arbitro-deixa-uti-do-hospital-das-clinicas.html

Secretário de Segurança Pública afasta delegados

 21/02/2011
Policiais revistaram mulher à força; agentes encontraram R$ 200 na calcinha dela



O secretário de Segurança Púbica determinou, nesta segunda-feira (21), a saída de dois delegados envolvidos em uma operação da Corregedoria da Polícia Civil, em 15 de janeiro de 2009, em que uma escrivã acusada de extorsão foi obrigada a ficar nua em uma revista feita por homens. Os delegados Eduardo Henrique de Carvalho Filho e Gustavo Henrique Gonçalves foram afastados.


De acordo com a SSP (Secretaria de Segurança Pública), o secretário determinou ainda um processo administrativo disciplinar para apurar a responsabilidade de cada um deles, bem como do delegado de polícia Emílio Antônio Pascoal à época, titular da Divisão de Operações Policial da Corregedoria da Polícia Civil.

Em nota, o secretário manifestou "perplexidade" com o requerimento de arquivamento do inquérito policial instaurado por abuso de autoridade, pela representante do Ministério Público.

O caso

A escrivã da polícia resistiu em tirar a roupa na frente de policiais homens e o delegado que conduzia a investigação disse que chamaria agentes femininas, mas que teria que acompanhar a revista. A acusada negou-se e acabou sendo revistada à força por policiais, que arrancaram a calcinha dela e descobriram R$ 200 na peça.

O caso foi levado à Justiça e ao Ministério Público, que consideraram que não houve abuso de poder pelos policiais e arquivaram o inquérito. As imagens foram gravadas pela Corregedoria da Polícia de São Paulo e distribuídas sem autorização legal.

Assista o Vídeo:



FONTE: http://noticias.r7.com/sao-paulo/noticias/secretario-de-seguranca-publica-afasta-delegados-envolvidos-em-revista-que-deixou-policial-nua-20110221.html

‘É uma dupla humilhação’, diz ex-escrivã sobre vídeo que caiu na net



Ela teve a calça e a calcinha tiradas à força em delegacia de SP.

‘Pedi pelo amor de Deus para não filmar minha intimidade’, contou.
V.F., de 29 anos, se diz traumatizada até hoje com a humilhação a qual foi submetida (Foto: Marcelo Mora/G1)
 
FONTE: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2011/02/e-uma-dupla-humilhacao-diz-ex-escriva-sobre-video-que-caiu-na-net.html

Cinco mulheres apanham a cada dois minutos

21 de fevereiro de 2011
De acordo com uma pesquisa feita pela Fundação Perseu Abramo em parceria com o Sesc, a cada dois minutos, cinco mulheres são agredidas violentamente no Brasil. Há 10 anos, eram oito as mulheres espancadas no mesmo intervalo.


Realizada em 25 Estados, a pesquisa Mulheres brasileiras e gênero nos espaços público e privado ouviu em agosto do ano passado 2.365 mulheres e 1.181 homens com mais de 15 anos.

Para chegar à estimativa de mais de duas mulheres agredidas por minuto, os pesquisadores partiram da amostra para fazer uma projeção nacional. Concluíram que 7,2 milhões de mulheres com mais de 15 anos já sofreram agressões – 1,3 milhão nos 12 meses que antecederam a pesquisa. A diminuição do número de mulheres agredidas entre 2001 e 2010 pode ser atribuída, em parte, à Lei Maria da Penha.

Entre os pesquisados, 85% conhecem a lei e 80% aprovam a nova legislação. Mesmo entre os 11% que a criticam, a principal ressalva é ao fato de que a lei é insuficiente.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

FONTE:  http://www.cnews.com.br/?p=58321

CE: jovens são as principais vítimas de assassinato

21 de fevereiro de 2011
De acordo com levantamento estatístico da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), do Ceará, 1.013 adolescentes e jovens, entre 12 e 24 anos foram vítimas de homicídio doloso, com intenção de matar, em 2010. Em média, 2,7 foram assassinados por dia no Estado.


O número de homicídios nessa faixa etária foi 18,8% maior em relação a 2009 e 36,3% em relação a 2008. Dos 1.013 assassinados no ano passado, 970 eram rapazes. Em Fortaleza, foram 590 vítimas nessa faixa etária em 2010, sendo 570 homens.

O crescimento de homicídios na Capital foi maior do que no Estado: 28,2% em comparação com 2009. Os jovens entre 18 e 24 anos foram as vítimas mais numerosas, mas na faixa etária dos 12 aos 17 anos elas cresceram em ritmo mais acelerado. Em um ano, entre 2009 e 2010, foram 33,8% mortes a mais de adolescentes do sexo masculino.

Com informações da SSPDS

FONTE: http://www.cnews.com.br/?p=58363

Acidente com viatura do Ronda deixa policial morto

21 de fevereiro de 2011
Um policial do Ronda do Quarteirão morreu e outro se feriu em um acidente ocorrido no km 61 da BR-116, no município cearense de Chorozinho, no início da noite desta segunda-feira (21). O cabo identificado como Firmino e um soldado ainda não identificado vinham em uma viatura do Ronda, quando foram surpreendidos por um caminhão que, ao tentar uma ultrapassagem, colidiu frontalmente com o veículo policial.


O corpo do cabo Firmino, que morreu na hora do acidente, ainda está preso às ferragens, aguardando os Bombeiros para o resgate. O soldado, por sua vez, foi socorrido para o Hospital de Pacajus e, após, encaminhado ao Instituto Doutor José Frota (IJF).

FONTE: http://www.cnews.com.br/?p=58721

Polícia estoura cativeiro e liberta mulher e filho de empresário

21/02/2011 - 12:18

A Polícia libertou, na manhã desta segunda-feira (21), uma mulher e o filho de 10 anos, sequestrados desde o domingo (13). Policiais estouraram o cativeiro, na divisa de Itaitinga e Horizonte, Região Metropolitana de Fortaleza.

Os reféns foram libertadores sem o pagamento do resgate. 3 homens foram presos na ação, um deles de São Paulo, sendo encaminhados para a Divisão Anti-Sequestros.

O sequestro aconteceu no bairro Mucuripe. As vítimas, esposa e filho de um empresário cearense do ramo de camarões, foram abordadas por homens em uma Hilux preta, por volta das 19h do dia 13/02. O sequestro aconteceu no bairro Mucuripe. As vítimas, esposa e filho de um empresário cearense do ramo de camarões, foram abordadas por homens em uma Hilux preta, por volta das 19h do dia 13/02.


FONTE: http://diariodonordeste.globo.com/noticia.asp?codigo=312309&modulo=967

Foras-da-lei desafiam Polícia

21/2/2011

Clique para Ampliar
Clique para ampliar
Condenados a muitos anos de cadeia, bandidos integrantes de quadrilhas locais e interestaduais permanecem à solta

Ladrões de bancos, assaltantes de carros-fortes, latrocidas e assassinos de policiais. Bandidos considerados de alta periculosidade, foragidos das unidades prisionais do Estado do Ceará desafiam as autoridades. Permanecem à solta, muito embora a Polícia tente recapturá-los por meio de um trabalho sigiloso de inteligência. A ousadia e o poder de fogo dos criminosos, porém, parece não ter limites.

Prova disso, foi o que aconteceu na tarde do último dia 5, quando um grupo armado entrou em confronto com a Polícia Militar e resgatou uma dezena de detentos do Instituto Presídio Professor Olavo Oliveira II, no Município de Itaitinga.

Banco

Muito embora dez presos tenham conseguido escapar, a Polícia está certa de que o plano de fuga estava direcionado especificamente para tirar da cadeia alguns dos envolvidos no maior furto a banco já registrado no País, o ataque ao Banco Central em Fortaleza, em agosto de 2005, quando foram levados da casa-forte do BC a quantia de R$ 164,8 milhões.

A fuga do assaltante Marcos Rogério Machado de Morais, o ´Rogério Bocão´, foi considerada uma das mais ousadas já registradas no Sistema Penal do Ceará. Pelo menos, dez armas de fogo ´entraram´ no presídio de forma misteriosa e que está sendo objeto de uma investigação policial.

O inquérito policial sobre a fuga tramita na Delegacia Metropolitana de Itaitinga (DMI), está na fase inicial, mas já há indícios claros de facilitação por parte de agentes públicos (corrupção). Além disso, o fato expôs a fragilidade da segurança nestas unidades e a comprovação de que os presos de maior poder aquisitivo gozavam de regalias na cadeia.

Perigosos

Além de ´Rogério Bocão´, outros condenados pelo furto milionário no BC ganharam a rua. Outro perigoso bandido que conseguiu deixar o IPPOO II foi o assaltante de bancos Alexandre de Souza Ribeiro, o ´Alex Gardenal´, tido como um dos mais ousados assaltantes de carros-fortes.

Consórcio

Segundo apurou a Polícia Civil, ele esteve à frente de uma organização criminosa que teria montado um esquema batizado de ´consórcio da morte´, no qual a quadrilha arrecadava dinheiro, mesmo estando presa. Os valores eram repassados a assassinos que estavam à solta como pagamento antecipado para que eles matassem policiais e agentes penitenciários, por vingança ou ´acerto de contas´.

Um agente prisional do Instituto Penal Paulo Sarasate (IPPS) foi fuzilado por ordem do ´consórcio´, e ´Alex Gardenal´ acabou indiciado pelo crime.

SEM CULPADOS


Fuga de assaltante ainda é misteriosa

O bandido ´Fabinho da Pavuna´ conseguiu escapar da ala de segurança máxima do IPPS há oito meses

Madrugada do dia 21 de agosto do ano passado. Na ´Selva de Pedra´, ala de segurança máxima do Instituto Penal Paulo Sarasate (IPPS), em Aquiraz (27Km de Fortaleza), uma estranha movimentação chamou a atenção dos agentes prisionais. Na manhã seguinte, a notícia soou como uma ´bomba´ no Sistema Penal. Dois bandidos considerados de altíssima periculosidade haviam escapado dali.

O assaltante de bancos e de carros-fortes Francisco Fabiano da Silva Aquino, o ´Fabinho da Pavuna´; e o sequestrador Francisco Márcio Teixeira Perdigão conseguiram fugir daquela que já foi considerada a unidade penitenciária cearense mais segura. Agora, o ´velho´ IPPS está em processo de desativação.

Esvaziar

O IPPS já chegou a abrigar quase 1.600 homens, sua fase mais aguda de superlotação, hoje, tem em torno de 700 internos e deverá ser completamente esvaziado até o ano que vem. A nova penitenciária do Estado, que está sendo construída no Município de Itaitinga, deverá absorver a massa carcerária do IPPS.

Seis meses após o misterioso ´desaparecimento´ de ´Fabinho da Pavuna´ da cadeia, ninguém foi responsabilizado pelo ato. O inquérito policial instaurado para apurar o caso foi encaminhado à Justiça sem indiciamento. O delegado responsável pelo caso chegou a ouvir todos os policiais militares e agentes prisionais que estavam de serviço no dia da fuga do assaltante. Foi pedida a quebra de sigilo telefônico dos servidores suspeitos, mas a conclusão das investigações ainda não aconteceu.

Outra

Com o resgate de presos ocorrido no IPPOO II, na tarde do último dia 5, outra investigação foi aberta pelas autoridades do Estado. Na Polícia Civil, foi instaurado inquérito através da Delegacia Metropolitana de Itaitinga. No âmbito da Secretaria da Justiça e da Cidadania (Sejus), uma sindicância está sendo tocada pela Coordenadoria do Sistema Penitenciário (Cosipe). No inquérito presidido pelo delegado Sidney Furtado Ribeiro, vários depoimentos já foram tomados. Entre eles, o de dois advogados que estavam no IPPOO II no momento em que os agentes prisionais foram tomados como reféns nas galerias daquela unidade. Para surpresa dos funcionários, os detentos estavam armados com revólveres e pistolas. Do lado de fora da cadeia, outro grupo encarregava-se de trocar tiros com os policiais militares que faziam a segurança nas guaritas da muralha.

META

Inteligência para monitorar cadeias

Nova titular da Sejus traça planos para tornar o Sistema Penal menos vulnerável aos ataques do crime organizado

Um sistema de inteligência capaz de se antecipar aos fatos, levantando pistas de planos de fuga ou rebeliões, identificando a entrada de armas e drogas nos presídios e cadeias públicas, e também detectando a existência de esquemas de corrupção no corpo funcional das unidades penais.

Este é um dos planos que a nova secretária da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará, defensora pública Mariana Lobo, pretende colocar em prática no âmbito do Sistema Penal cearense. A ´inteligência´ seria, assim, uma das principais ferramentas para reverter o atual quadro de insegurança e tensão dentro das cadeias estaduais.

Pouco

Mas, para a classe dos agentes penitenciários, a situação somente poderá se estabilizar quando o Governo do Estado resolver ampliar o atual quadro de agentes, já que os presídios apresentam ´inchaço´. A superlotação, a ociosidade dos internos e a fragilidade dos mecanismos de segurança são apontados como ingredientes do caldeirão pronto a explodir a qualquer momento nas cadeias.

Cerca de 15 presidiários formam a massa carcerária do Estado do Ceará. Em contrapartida são pouco mais de 700 agentes para manter a segurança interna dos presídios. A eles, cabe a tarefa de fazer a vigilância no interior das Casas de Custódia, presídios, penitenciárias, colônias penais e dos dois hospitais ligados à Secretaria da Justiça (Sejus). Muitos afirmam que estão ameaçados de morte.

Outro plano anunciado por Mariana Lobo para a sua gestão à frente da Sejus é a realização de um censo no Sistema Penal, que produziria uma espécie de perfil do detento cearense.

Este perfil poderia ser considerado importante na hora de decidir para onde encaminhar o preso quando este chegasse ao sistema carcerário.

FERNANDO RIBEIRO
EDITOR DE POLÍCIA

FONTE: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=937603

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Preso morre eletrocutado após fuga de Presidio na Paraiba

Em Campina: Seis presos fogem e um morre eletrocutado no presídio do Serrotão


Seis presos conseguiram fugir do presídio do Serrotão, em Campina Grande, na madrugada deste sábado (19). O sétimo que queria seguir o mesmo caminho não teve sorte e morreu eletrocutado.


De acordo com os agentes penitenciários de plantão, a fuga se deu por volta das 2h50, entre as guaritas G-14 e G-15. Os sete apenados teriam arrombado (ou violado de alguma forma) os cadeados dos pavilhões onde estavam e rastejaram até o muro. Lá, eles jogaram a corda de pano que os próprios detentos fazem – conhecida como ‘alvará’.

A perícia compareceu ao presídio para fazer os devidos levantamentos. Uma equipe da Energisa foi acionada para desligar a rede elétrica e homens do Corpo de Bombeiros retiraram o corpo, que ficou grudado nos fios de alta tensão.

O juiz da Execução Penal, dr. Fernando Brasilino, deslocou-se até a penitenciária tão logo tomou conhecimento do fato, ainda pela madrugada. Ficou por lá até as 9h, acompanhando tudo de perto.

Mistérios

As investigações ainda vão revelar como exatamente os presos conseguiram violar os cadeados, chegar ao muro e pular sem serem vistos. E ainda: saber de que forma os seis conseguiram passar pela cerca elétrica.

Competências

Cabe aos agentes penitenciários a vigilância interna dos presídios. Do muro pra fora, é a Polícia Militar quem deve impedir a fuga do preso. Aos agentes, cabe explicar como os apenados saíram das celas. E os PMs devem dar explicações sobre a parte que lhes cabe – a fuga sobre o muro.

Velho problema...

Não é novidade para ninguém – tampouco para as autoridades competentes – que o sistema prisional neste país carece de efetivo, tanto entre os agentes penitenciários quanto no contingente de policiais militares, que são os responsáveis pela vigilância nas guaritas. Mesmo assim, nos dias 06 e 17 de janeiro de 2011, a direção do Serrotão enviou mais um ofício ao comando da Polícia Militar e à Secretaria de Administração Penitenciária, relatando [mais uma vez] o problema da falta de policiais nas guaritas daquela unidade penal.

Vai sobrar pra quem?

É claro que tudo deverá ser investigado. Agentes ou PMs, se ficarem comprovadas suas falhas, é natural que tenham a devida punição. Mas, e se ficar constatado que as fugas foram ‘facilitadas’ pelas omissões dos governos, que há anos não resolvem o problema de efetivos nos presídios? Quem vai pagar?...

Nossas ‘omissões’


Tivemos todo o acesso aos nomes, idades e espécies de crimes dos presos que fugiram e do que morreu no local. Mas achamos por bem não divulgá-los (a imprensa esta aí para publicá-los). Muito mais importante (ou pelo menos mais emergencial) do que isso são as carências que dão uma imensa contribuição para a fuga dos apenados. Saber os nomes de fugitivos pouco vai ajudar na resolução dos problemas. Ter conhecimento das verdadeiras causas desses problemas certamente será a melhor informação a se passar.

ParaibaemQAP
FONTE: http://www.paraibaemqap.com.br/noticia_destaque.php?id=6496

Polícia investiga se policiais do Ronda participaram de "pega"

19/02/2011
Duas viaturas do Ronda do Quarteirão se envolveram num acidente, neste sábado (19), em Fortaleza.


De acordo com populares, eram 6h da manhã, quando as viaturas 1125 e 1035 colidiram na rua Carmélia, no bairro Cristo Redentor.

Segundo testemunhas, os veículos estavam em alta velocidade e que os policiais costumam trafegar assim pela via.

Por pouco, um dos carros não invadiu a casa da aposentada Lourdes Albuquerque.

"Um perigo, porque 6h da manhã, as pessoas vêm sempre andando aqui pelo pé da calçada. Se tivesse vindo uma pessoa, teria morrido", alertou a moradora.

As viaturas foram recolhidas, mas apesar de ninguém ter saído ferido, nenhum policial envolvido no acidente quis falar sobre a ocorrência.


O comandante do Ronda do Quarteirão, coronel Gomes Filho, disse que a perícia já foi realizada no local do acidente e que o caso será investigado.

Sobre as denúncias de que os policiais das viaturas participavam de um "pega", o comandante disse que vai apurar a informação.

Se for comprovado que o acidente foi causado por imprudência dos policiais, todos serão punidos.

FONTE: http://verdesmares.globo.com/v3/canais/noticias.asp?codigo=312214&modulo=183

Abaixo-assinado em apoio a Lei do Paredão de som

http://www.guilhermesampaio.com.br/LeiDoParedao/Assinar.aspx

Faça valer seu direito de cidadão.

Uma policial acusada de propina é despida à força em São Paulo

                  http://bandnewstv.band.com.br/conteudo.asp?ID=431220


As imagens que você vai ver agora são de uma violência chocante. Elas mostram a humilhação a que foi submetida uma policial, acusada de receber propina. Apesar dos apelos para não ser revistada por homens, ela é algemada e despida à força pelos próprios colegas, dentro de uma delegacia.


Reportagem de Sandro Barboza

FONTE: http://bandnewstv.band.com.br/conteudo.asp?ID=431220

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Associação de delegados diz que PB poderá passar pela “maior greve da segurança no país”

Entidade pede engajamento dos profissionais nas mobilizações.


“O governo pôde ver que ou nos concede algo concreto, similar à PEC 300, a curto, médio e longo prazo, ou vai encarar a maior greve da Segurança Pública do Brasil”. A previsão é da Associação de Defesa das Prerrogativas dos Delegados de Polícia Civil da Paraíba (Adepdel), após resultado de reunião com o secretário-chefe da Casa Civil, Walter Aguiar, na última sexta-feira (11).

Em nota emitida em seu site, a entidade pede o engajamento de todos os delegados da PC nas mobilizações que reivindicam o cumprimento da lei que concede reajuste salarial a policiais, bombeiros e agentes penitenciários.

Confira abaixo a nota da Adepdel:

Aconteceu na sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011, por volta das 18 horas a reunião com todas as entidades da Segurança Pública, com o representante do Governador.

Muito produtiva a reunião, que teve como pauta a PEC 300 com a participação, expondo suas opiniões, de todos que compunham a mesa. Pelos Delegados estavam – Dr. Cláudio Lameirão, Dr. Steferson Nogueira, Dr. Gustavo Carleto, Dr. Isaías Olegário e Dr.Luiz Gonzaga.

Ficou estabelecido que até o dia 25 de fevereiro será apresentada uma proposta concreta do Governo às categorias. Teremos uma reunião na próxima terça feira, 15, com o Secretário de Administração que certamente confirmará tal data para apresentação da proposta. Também serão abordados nessa reunião – Progressões Funcionais, Terço de Férias, Corte de Gratificações, dentre outros assuntos.

Em suma, sentimos que o momento não de divisão e sim de engajamento, os Delegados de Polícia precisam participar mais ativamente, pois a lei abrange a todos e corremos o risco de ficarmos de fora, caso continuemos a esperar.

Solicitamos que todos fiquem atentos que, logo após a reunião de terça feira, 15, marcaremos a ASSEMBLÉIA DOS DELEGADOS para dia 16(quarta) ou 17(quinta) a noite em Campina Grande.

O Governo pôde ver que ou nos concede algo concreto, similar a PEC 300, a curto, médio e longo prazo, ou vai encarar a maior Greve da Segurança Pública do Brasil.

ADEPDEL
FONTE: Redação - ADEPDEL 
http://www.paraibaemqap.com.br/noticia_destaque.php?id=6444

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Vídeo de apologia ao crime no You Tube leva gangue à prisão

10/02/2011
Suspeitos são acusados de homicídios e de impor clima de terror no Morro do Papagaio, em BH. Veja o vídeo no final da matéria


Seis integrantes do grupo de rap denominado “3 insano irmão de sangue” foram apresentados nesta quinta-feira (10) pela Polícia Civil. Eles são suspeitos de cometer vários crimes, como tráfico de drogas e homicídios, no aglomerado do Morro do Papagaio, Região Centro-Sul de Belo Horizonte.


De acordo com a titular da Delegacia de Investigações de Homicídios da Região Sul, delegada Elenice Ferreira, os suspeitos começaram a ser investigados no ano passado após postarem o vídeo “Rolê no Inferno” no You Tube, um rap com apologia á violência. O vídeo, que até esta tarde já havia sido assistido por mais de 12 mil pessoas, mostra situações de simulação de um sequestro, consumo de drogas e atos de violência.

Ainda conforme a delegada, as investigações apontaram que, na vida real, os suspeitos estariam extrapolando a música e se utilizando de atos de violência e até impondo normas de comportamento no aglomerado. Ainda conforme a delegada. o grupo, também conhecido no local como “Gangue da Antena”, teria dominado a Rua São Tomás de Aquino e estabelecido quem poderia transitar pela principal via de acesso do aglomerado.

De acordo com Elenice Ferreira, o grupo é suspeito pela morte do morador Márcio Ribeiro da Silva, que teria demonstrado publicamente sua discordância quanto às normas do grupo, e assassinado em outubro passado com requintes de crueldade. Agora, o grupo também passou a ser investigado pela execução de outro morador, identificado apenas como Ricardo, morto em janeiro passado com mais de 30 tiros de vários calibres.

A delegada disse ainda que o o líder do grupo, Vinícius Atanásio Aguiar, 28 anos, o “Vesguinho” e Nilton Márcio de Souza, o “Escorrega”, 18 anos, haviam sido presos anteriormente. Durante seu interrogatório, “Vesguinho”, que teria produzido, dirigido, editado e postado o vídeo na Intenet, teria justificado o trabalho como “liberdade de expressão”.

Nesta quinta pela manhã, forma presos Ivan Catarino, o “Negão”. 22 anos, Denis da Silva Linhares, o “Orêia”, 19 anos, Joseon Santos, o “Dugê”, 21 anos, e Warlei Alves Rodrigues, o “Bilé”, 19 anos por força de cumprimentos de mandados de prisão. Todos eles foram presos no Morro do Papagaio sem oferecer resistência.

Além dos suspeitos, não foram apreedidas armas ou drogas.

Ao serem apresentados no auditório do Departamento de Investigações da Polícia Civil, os seis suspeitos não quiseram dar declarações aos repórteres.

Da mesma forma, apesar dos pedidos insistentes dos repórteres, eles se recusaram a cantar partes do “rap” “Rolê do Inferno”.

Carlos Calaes - Repórter




FONTE: http://www.hojeemdia.com.br/cmlink/hoje-em-dia/minas/video-de-apologia-ao-crime-no-you-tube-leva-gangue-a-pris-o-1.238972

Polícia Federal prende italiano procurado pela Interpol em Fortaleza

Polícia Federal prende italiano procurado pela Interpol em Fortaleza

A Polícia Federal no Ceará prendeu nesta quinta-feira (10), em Fortaleza, o procurado internacional Francesco Salzano, 38 anos, natural de Santa Maria la Fossa, Itália.

O italiano tinha difusão internacional de mandado de prisão expedido pelo Tribunal Penal de Nápoles, por ter envolvimento nos assassinatos de três cidadãos italianos, e participação em organização criminal internacional (máfia da camorra).

Salzano é acusado de ser um dos chefes da máfia da camorra na Itália e os assassinatos estão ligados a questões internas da organização criminosa.


Pedido de extradição

O Supremo Tribunal Federal expediu, em dezembro de 2010, mandado de prisão para fins de extradição depois de pedido formulado pelo governo da Itália - Tribunal Penal de Nápoles.

Salzano estava hospedado em um flat na avenida Abolição e agia de forma muito cautelosa no Brasil. Estão sendo levantadas informações de pessoas que deram suporte ao mesmo no Brasil, especialmente em Fortaleza.

FONTE: http://verdesmares.globo.com/v3/canais/noticias.asp?codigo=311605&modulo=183

Mais um assalto a coletivo termina em tragédia

Homem é assassinado durante assalto dentro de ônibus e oss responsáveis pelo crime são dois adolescentes. A dupla foi capturada por policiais do Raio


Um passageiro de um ônibus que fazia a linha Planalto Airton Sena/Parangaba, em Fortaleza, foi assassinado durante assalto ao coletivo, na tarde desta sexta-feira, 11.


Segundo informações da Divisão de Homicídios, dois adolescentes entraram no ônibus e imediatamente anunciaram o assalto. A dupla fez pelo menos dois passageiros reféns e tomou objetos pessoais de todos que estavam no veículo.

Antes de deixar o veículo, um dos adolescentes efetuou vários disparos em direção aos passageiros. Um dos tiros atingiu Webster da Silva Saldanha, 18. A vítima chegou a ser socorrida e encaminhada ao hospital Gonzaguinha do José Walter, mas não resistiu à lesão e morreu no hospital.

Após a ação, policiais do Raio conseguiram capturar os responsáveis pelo crime. Os adolescentes foram apreendidos e encaminhados à delegacia especializa (DCA).

FONTE: http://www.opovo.com.br/app/fortaleza/2011/02/11/noticiafortaleza,2101264/homem-e-assassinado-durante-assalto-dentro-de-onibus.shtml

Polícia prende filho de deputado que fez criança refém

10 de fevereiro de 2011

Isaac Silva invadiu condomínio no bairro Dionísio Torres e foi preso por policiais

Isaac Sousa da Silva, 32 anos, filho do deputado federal Edson Silva (PSB), invadiu um condomínio residencial na noite desta quinta-feira (10), e fez uma família de refém. O prédio, localizado na Rua Tibúrcio Cavalcante, bairro Dionísio Torres, em Fortaleza foi invadido pelo rapaz, que se dizia perseguido por homens que tentavam matá-lo.


Ao ter acesso à área interna do edifício, Isaac Silva pegou o elevador e parou no oitavo andar. Nesse momento, armado com uma faca, fez uma criança de nove anos de refém e se trancou no banheiro do apartamento. Com a movimentação, os vizinhos acionaram a Polícia, que foi ao local e precisou quebrar a porta do apartamento para prender o invasor.

A criança foi liberada e passa bem. Informações dos policiais apontam que não procede a versão dada por Isaac Silva de que ele estaria sendo perseguido por homens. O mais provável é que ele estaria sob forte efeito de substâncias químicas. Isaac foi preso e conduzido para o 34º Distrito Policial, no bairro Farias Brito, onde estão sendo adotados os procedimentos legais.

Homícidio

Isaac já responde por homicídio e tentativa de homicídio. Em abril de 2007 , ele matou um homem, Sérgio Alves Lima, de 39 anos e baleou Luis Carlos Caldas, de 41 anos, durante uma bebedeira, no bairro Jardim das Oliveiras. O crime ocorreu durante uma farra com bebidas e drogas.

Enquanto aguardava julgamento por homicídio, Isaac Silva foi transferido para uma clínica de recuperação de drogados no Eusébio e de lá fugiu para Teresina, em 2008. No entanto, ele foi recapturado e estava em Fortaleza, onde continua aguardando julgamento.

FONTE: http://www.cnews.com.br/?p=54065

Preso acusado de matar passageiros

11/2/2011


Uma denúncia anônima e a pronta ação de policiais civis e militares de Pindoretama, na Região Metropolitana de Fortaleza (a 42Km da Capital), resultou, na noite de ontem, na prisão de um dos bandidos envolvidos na morte de dois passageiros de uma topique, crime ocorrido terça-feira passada e noticiado, com exclusividade, pelo Diário do Nordeste. Os assaltantes mataram, a tiro, os passageiros José Gleidson do Nascimento Silveira, 27; e Ederson Freire da Silva, 22.

A prisão do assaltante, identificado como João Paulo Lima de Oliveira, 18, ocorreu por volta das 20 horas, em uma favela nos arredores da cidade de Pindoretama. O diretor do Departamento de Polícia Especializada (DPE), delegado Jairo pequeno, vinham coordenando as investigações junto com a DHPP e descobriu pistas do paradeiro do bandido. A informação foi repassada ao sargento PM Muller, comandante do destacamento daquele cidade, que imediatamente montou um cerco.

Confessou


Logo, o fato foi comunicado ao comandante da Companhia da PM de Pacajus, major Wellington, que transmitiu imediatamente a informação ao Comando do Policiamento do Interior (CPI), e este enviou reforço para o local. O próprio comandante-geral da PM, coronel Werisleik Ponte Matias; e o secretário da Segurança Pública, coronel Francisco José Bezerra, seguiram para a cidade de Pindoretama para acompanhar o caso.

As informações dão conta de que Paulo Lima confessou ter participado do duplo homicídio, mas negou ter atirado. Ele apontou seu comparsa, identificado como Paulo Victor, como o responsável pela morte dos dois passageiros.

Prova do crime

Segundo o coronel Werisleik Matias, ao ser preso pela patrulha comandada pelo sargento Muller, o assaltante Paulo Lima estava de posse do telefone celular roubado de um dos passageiros. "Temos a informação de que o Paulo Victor já havia atirado contra uma viatura do Ronda (do Quarteirão)", afirmou o comandante-geral. Até o fim da noite passada, a PM fazia diligências nos bairros Conjunto Esperança e Aracapé, na zona sul da Capital, na tentativa de localizar o segundo assaltante.

FONTE: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=932037

´Alemão´ voltará para a penitenciária do MS

11/2/2011


Ontem, vários presos que estavam no IPPOO II, onde houve o resgate de dez detentos, foram levados para a CPPL I

Temerosas diante do risco de fuga daquele que foi apontado como o homem que comandou o maior furto a banco na história do País, as autoridades do Sistema Penitenciário do Ceará se anteciparam e conseguiram do Ministério da Justiça (MJ) uma nova transferência do assaltante Antônio Jussivan Alves dos Santos, o ´Alemão´, para a Penitenciária de Segurança Máxima do Mato Grosso do Sul.

A transferência já está autorizada pelo Conselho Penitenciário Nacional (Copen), órgão do MJ, mas, por medida de segurança, deve ocorrer somente na próxima semana, em dia e hora que são mantidos em sigilo. Novamente, caberá à Polícia Federal fazer a escolta do criminoso condenado a 49 anos de prisão pelo furto de R$ 164,8 milhões do BC, em agosto de 2005.

Agentes federais do Comando de Operações Táticas (COT) da PF virão a Fortaleza de avião e receberão, nesta Capital, o reforço do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) para levar o bandido até o Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Passagem

Esta será a segunda vez que o assaltante cearense é levado para outro Estado. Em fevereiro de 2008, quando foi capturado em Brasília, ´Alemão´ teve uma passagem meteórica por Fortaleza. Passou apenas oito horas nesta Capital, apenas o tempo necessário para que fosse interrogado pela Justiça Federal.

Logo após a audiência com o juiz federal Danilo Fontenele, o assaltante seguiu para o Mato Grosso do Sul, onde ficou recolhido até o ano passado. Seu retorno para Fortaleza foi revelado, com exclusividade, pelo Diário do Nordeste.

Desde então, ele é mantido numa cela isolada (monitorada 24 horas por câmeras) da Casa de Privação Provisória da Liberdade III (CPPL III), em Itaitinga.

O risco de fuga de ´Alemão´ aumentou após o resgate ocorrido, no último sábado, no Instituto Presídio Professor Olavo Oliveira II (IPPOO II), também em Itaitinga. Na ocasião, uma quadrilha armada com fuzis disparou tiros contra os policiais militares que faziam a guarda externa, ao mesmo tempo em que dez presos, armados com pistolas, rendiam os agentes penitenciários nas dependências da unidade, numa ação simultânea.

Entre os dez homens que conseguiram fugir do IPPOO II está o ´braço-direito´ de Alemão, seu primo e também assaltante de bancos, Marcos Rogério Machado de Morais, o ´Rogério Bocão´, integrante da facção criminosa paulista Primeiro Comando da Capital (PCC). A fuga de ´Rogério Bocão´ levou as autoridades cearenses a ficarem em alerta máxima quanto à possibilidade de o grupo resgatar ´Alemão´.

Surpresa

Ontem, de forma surpreendente para os agentes penitenciários da CPPL I, dez presos que estavam no IPPOO II, chegaram ali. A remoção gerou um estado de revolta entre os agentes, pois, no dia anterior, eles haviam se recusado a obedecer a uma ordem da direção da CPPL I para evacuar uma ala onde estavam 50 dos 1.100 internos. O esvaziamento seria para abrigar presos do IPPOO II.

"Estão botando a faca na garganta dos agentes. Estão querendo transferir presos do IPPOO II para a CPPL I, que é ainda mais insegura. Todas as câmeras do monitoramento (eletrônico) e os detectores de metal não estão funcionando na CPPL I", denunciou Socorro Marques, presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Ceará.


FERNANDO RIBEIRO
EDITOR DE POLÍCIA


FONTE: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=932042

Pms da Paraiba fazem vigilia em frente a Praça dos Três Poderes.


Os policiais militares, bombeiros, policiais cíveis, agentes penitenciários, polícia científica decidiram em assembléia nesta quinta-feira (10) fazer vigília até a meia noite de hoje na Praça dos Três Poderes – a praça João Pessoa – onde ficam o Palácio da Redenção, a Assembléia Legislativa e o Tribunal de Justiça.


Neste momento (17h) cerca de dois mil quinhentos policiais estão acampados na praça - segundo informações do próprio movimento - em frente ao Palácio da Redenção com palavras de ordem a espera de serem recebidos pelo governador Ricardo Coutinho (PSB).

A assembléia também decidiu uma paralisação de advertência no dia 28 de fevereiro e paralisação geral no Carnaval, caso a situação não seja resolvida.

Os policiais querem que o governo ou pague a PEC 300 ou acerte um aumento para a categoria. O governador já avisou que não dará aumento porque o caixa do estado não permite neste momento.

FONTE: http://www.paraiba.com.br/2011/02/10/20085-policiais-decidem-fazer-vigilia-a-partir-de-hoje-na-praca-joao-pessoa

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Tiroteio deixa policial morto e outro ferido em Jaguaribara

1 de fevereiro de 2011 às 10:35
Policiais civis e militares trocaram tiros com bandidos fortemente armados, em Jaguaribara, no Vale do Jaguaribe, na manhã desta terça-feira (1º). O cabo De Souza, lotado na 3ª Companhia do 1ºBPM, em Jaguaribe, confirmou ao Jangadeiro Online que o soldado Nogueira, lotado no Destacamento da Polícia Militar naquela cidade, foi atingido por vários tiros de fuzil e teve morte imediata.


O inspetor Landim, responsável pela Unidade de Segurança Integrada (USI), também foi baleado, bem como outro policial militar. O estado de saúde do policial civil é considerado grave. Os policiais lesionados foram trazidos à capital cearense no helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer). Outra aeronave está na região, ajudando nas buscas aos bandidos. Todo o efetivo de policiais das cidades vizinhas a Jaguaribara trabalham na perseguição aos bandidos, que já abandonaram um dos carros usados.

Troca de tiros

O cabo De Souza acrescentou ao Jangadeiro Online que os bandidos, ao que tudo indica, pretendiam assaltar alguma agência bancária em Jaguaribara. O policial disse ainda que os marginais estavam usando fardas da PM e coletes da Polícia Civil.

O tiroteio começou quando os policiais estranharam a presença dos suspeitos na cidade, principalmente porque estavam usando fardas e coletes. Antes de chegarem muito perto do grupo, os policiais foram recebidos a bala.

Ao tomar conhecimento do caso, o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Francisco José Bezerra, viajou para Jaguaribara, onde comanda pessoalmente os trabalhos para capturar os marginais.

Redação Jangadeiro Online

FONTE: http://jangadeiroonline.com.br/policia/tiroteio-deixa-policial-morto-e-outro-ferido-em-jaguaribara-118769/